QUEM REALMENTE SOMOS NÓS?

QUEM SOMOS NÓS ?

Não somos seres materiais tendo experiências espirituais…Somos seres espirituais vivenciando escolhas materiais

Estamos em pleno século 21 e aguardar pelo futuro não é mais possível, pois ele está entrando avassaladoramente por nossas portas, janelas e cabos de TV, rádio e internet.

O problema é que junto com a globalização e a instalação de uma nova ordem mundial nesta aldeia global já não há um padrão a ser seguido ou ser esperado .

Antes havia uma eterna disputa entre trevas e luz, bons e maus , mocinhos e bandidos, certo e errado…

Agora dentro dos dois grupos há subgrupos que estão intrinsecamente com alguns interesses convergentes e muitos interesses diferentes .
As idéias em cada grupo não são mais debatidas e sim confrontadas pelo simples fato de que todos acreditam que podem discordar e confrontar por confrontar.

No grupo daqueles que buscam servir às causas coletivistas e que promovam o bem social , esta desunião faz a fraqueza….

No ecosistema dos narcisistas e egoistas, a patota interessada no seu próprio umbigo  , a do ” eu primeiro a qualquer preço” , este paradigma também pode ser notado.

Esta percepção não está evidente apenas no Brasil dos últimos anos …o mundo todo está nesta onda separatista e de confronto.Há grupos organizados semeando discórdia…plantando hoje , para colher depois , com juros e dividendos( mas sempre foi assim na história do “homo sapiens”)

Várias motivações podem ser identificadas como,por exemplo , uma nova geração assumindo o protagonismo , ocupando o vácuo deixado pela geração mais “ultrapassada” .

Esta geração , filha de pais ausentes, educadas pelas baby-siters ou pela telinha de tv , está sendo substituída por outra que já nasceu com um smartfone na mão e não sente falta de aferto , mas tem baixa tolerância às frustrações e sem disciplina de planos de longo prazo.

Dessa forma onde antes havia duas tribos , ” a branca ” e a “preta” , agora temos centenas de tribos com mais de cinquenta tons de cinza.

Deste caldeirão não é de estranhar que pipoquem movimentos autocentrados ,travestidos de defensores de interesses coletivos, de minorias, de maiorias e que fazem tempestade em copo d’água para chamar atenção para suas causas .Pobre de quem  se entregue a estes novos “messias ” ou “falsos profetas”.

O campo de batalha preferido pode ser a área de comentário de redes sociais como o facebbok ou twitter ou nos meios não virtuais como família, trabalho ou até roda de amigos.

As escolas não se interessam em ensinar cidadania e interesse coletivo , pois estes valores foram propositadamente ocultados, sepultados e escondidos para que não houvesse espaço para a diplomacia, o diálogo , cooperação , que são alicerce da empatia e da  compaixão…a solução de todos os males.

Quanto mais dividida estiver uma sociedade, quanto menos valores éticos forem defendidos , quanto mais ansiedade for coletivamente implantado e quanto maior for desenvolvida a desesperança ,mais fácil ficará para que seja implantada a “religião da anarquia”.

Onde não há ordem , não há progresso…e onde não há progresso , abre-se porta para ocaos…e onde o caos impera, ninguém ficará preocupado em identificar, diagnosticar e combater a corrupção humana . E onde corrupção e poder se casam , a degeneração lhes sai como filho primogênito.

Sim…voltamos para o velho slogan ” dividir para conquistar”…para conquistar uma sociedade é preciso implodi-la por dentro a partir dos valores que ela antes cultuava: família, religião e trabalho.

No fundo o que estamos testemunhando é um lento, gradual e progressivo retorno provisório à barbárie pelo simples abandono de regras simples de convivência: por favor, com licença,me desculpe,me perdoe,obrigado…

Se cada um de nós se incubir de cuidar bem do seu jardim interior e cultivar rosas de virtudes, combater as ervas daninhas dos vícios e transportar isso para a paciência das relações , podemos até não salvar o mundo, mas poderemos salvar o melhor de nós.

Se salvarmos o melhor de nós , poderemos não convencer o mundo de uma necessidade de convergência cooperativa, mas arrastaremos algumas pessoas em cima do muro cinza parta a clara luz de boa vontade.

Para isso , precisamos definir antes …quem realmente somos nós , nos dia de hoje?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s