Fraternidade sim , Violência Não…

Um novo papa  sobe para  assumir a cruz de  Pedro. De cabeça para baixo , o novo papa Francisco , assume  o papel de Pai de todo o mundo da Mãe Igreja Católica Apostólica Romana. Contrariando o antigo jargão de que ” Jamais um Jesuíta seria Papa” , o papa jesuíta , de tradição humilde e a serviço do povo  passará  a moldar  o pensamento  e defender as tradições da igreja , sua doutrina  e posições de fé. Isso é um direito e é o que caracteriza  a Igreja  Católica desde sua  origem…mas prenuncia mudanças positivas no horizonte interreligioso: ” São Francisco de Assis está na moda”.

Ao mesmo tempo , esperando alguns segundos  no telejornal , ouvimos a sequência de notícia sobre jovem ciclista que teve o braço amputado  por umoutro  jovem motorista , provavelmente alcoolizado, que teria03abril20130314 , para se livrar , sabe-se lá de que , jogado o braço amputado num córrego ao lado. Após  atragédia , foi socorrido samaritana e franciscanamente  por outro jovem que presta-lhe os primeiros socorros. Três jovens  envlvidos num horrendo roteiro da vida real…Esta semana outro  ser humano, tocado pela tragédia pessoal daquele, oferece franciscanamente uma prótese  em substituição ao membro ausente…o amor não está morto.

Reflexão que fica:  baseando-se no exemplo  acima , que fazemos nós de mais  além de respirar  e acumular moedas de prata para dar ao leão  do imposto e  aos caprichos da vida moderna? Que atitude  fraterna negamos aos nossos irmãos de casa ou de convívio? Se  nossa atitude diária não trabalha para a fraternidade, trabalha a favor dos instrumentos de violência. Não somos cartas vivas do cristo, nem sal da terra nem luz do mundo.

Para que servimos senão para sermos jogados ao chão da experiência dolorosa que amadurece  e sermos pisados pelos pés da lei de ação e reação.

Estamos  fazendo , a cada instante , uma escolha : fraternidade ou violência.

Se não conseguimos seguir os passos de Jesus , por acreditamos sermos mui grande a distância que separa o covarde do herói , tentemos seguir os passos de Francisco de Assis, mais próximo da experiência humana …aos poucos chegaremos a ter alegria de nos sentirmos menos “lolo de homens” e mais  humanos , domando a fera interior.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s